Com apoio da UFRB, Sociedade Filarmônica Cruzalmense grava especial de 110 anos

euterpe

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) apoia a Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense no processo de formação e operacionalização do Programa Aldir Blanc Bahia, que culminou na gravação de um especial de 110 anos de existência da instituição – “Euterpe in Live. DOC” – filmado em parte, em frente ao prédio da Reitoria da UFRB, Campus Cruz das Almas, seguindo todos os protocolos sanitários, sem a presença de público.

O Projeto “Euterpe in Live.Doc” reúne ainda depoimentos sobre a história e o papel social da Filarmônica Euterpe Cruzalmense, durante seus 110 anos de existência. O produto será lançado no próximo dia 25 de fevereiro, quinta-feira, às 20 horas, no canal do YouTube da Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense, de acordo com a roteirista Taliane Oliveira. No momento, a produtora está “em fase de edição e finalização das imagens”.

O projeto “Euterpe in Live. DOC” foi contemplada por parte do edital do Programa Aldir Blanc Bahia, dentro da Categoria VI, de Música – ações em formatos livres de formação ou criação/produção ou difusão ou memória ou pesquisa desenvolvidas por bandas filarmônicas. Por isso recebeu o apoio financeiro do Programa Aldir Blanc Bahia, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura, Governo do Estado da Bahia, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Para ser possível a gravação do especial, a Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmente contou com a parceria da Pró-Reitoria de Extensão (PROEXT), Pró-Reitoria de Administração (PROAD) e da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da UFRB.

“A UFRB contribuiu com processos formativos para os gestores na operacionalização da Lei Aldir Blanc no Recôncavo Baiano neste momento de enfrentamento do novo coronavírus que atingiu a renda de trabalhadores da cultura”, descreve a pró-reitora de Extensão, professora Tatiana Velloso.

110 anos de fundação

A Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense é a primeira filarmônica de Cruz das Almas, cuja fundação data de 08 de setembro de 1910. Seu nome foi dado por Silvestre Mendes que lembrara do nome Euterpe, fazendo menção à Musa da Música.

Músico clarinetista e regente, Silvestre Mendes foi nomeado o primeiro presidente da Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense.

A Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense, foi fundada em 08 de setembro de 1910 por Silvestre Mendes, Júlia Eloy Passos, Victor Mendes, Nô Mendes, Antônio Pereira, Avelino Leal, Thiago Celestino de Souza, Cosme José Pereira, Protestado José dos Santos, Martiniano Correia, Roque Maia, Sizino Cintra, Deolindo Souza, Ignácio Gabino, Firmino C. dos Santos e Serafim B. dos Santos, sediada na cidade de Cruz das Almas, à rua J.B. da Fonseca, Nº 104, é reconhecida de Utilidade Pública Municipal e Estadual.

A monografia “A Sociedade Filarmônica Euterpe Cruzalmense: Sua Função Social Enquanto Espaço Educacional”, de autoria do estudante Rodolfo Ferreira Assunção, do Curso de Graduação em Museologia, do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) descreve o ensino da arte musical aos jovens Cruzalmenses e das cidades circunvizinhas, de forma inteiramente gratuita contribuindo de maneira especial, afastando os jovens de vícios como drogas e bebidas e dando a estes garotos uma autoestima e um senso de responsabilidade que promoveram a mudança da sua realidade social

“Ao longo de sua existência, inúmeros foram, os jovens que passaram pela sua Escolinha Musical e que hoje, como forma de homenagear o primeiro professor e Maestro denominamos de Escolinha Silvestre Mendes, os quais saíram formados, totalmente prontos para ingressarem no cenário musical. Dentre os quais, podemos destacar a figura do saudoso Maestro Norberto de Aquino (Xaxá) que, sob sua Regência elevou o nome da Banda de Irará a um lugar de destaque; o Tenente Carlos da Silva, ex-regente da Banda da Polícia Militar do 1º Batalhão, em Feira de Santana, BA, o Sr. Davi Santana, ex músico da Banda Sinfônica da UFBA e atual músico do Grupo Olodum, o Saudoso Sub tenente Everaldo Elias de Jesus, ex. regente da Filarmônica Euterpe, entre outros. Sem contar os 10 membros da instituição que integram as bandas musicais militares”, informa a monografia.

Nos últimos anos, passou a Filarmônica passou a abrir a Festa do São João de Cruz das Almas, fazendo uma apresentação de uma hora no palco principal do evento, tocando forró. Hoje a filarmônica ficou conhecida como a “Sinfonia do Forró”, a aceitação tem sido tão boa que já se apresenta também em outras cidades.

Source: UFRB

Programa Universidade para Todos da UFRB abre inscrições para alunos do ensino médio

O Programa Universidade para Todos (UPT), no qual integra a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), continua com inscrições abertas para alunos do 2° e 3° anos do ensino médio da rede pública, assim como pessoas que já concluíram o ensino médio que desejam se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2021, Exame Nacional para Certificação de Jovens e Adultos (ENCCEJA) ou vestibulares de instituições públicas e privadas.

As inscrições para o UPT acontecem até o próximo dia 31 de janeiro, por meio do preenchimento do formulário disponível no link cutt.ly/Yj0oJYo.

As inscrições contemplam ainda os alunos que fizeram o ENEM 2020 e não obtiveram o desempenho esperado para os cursos superiores em que queriam ingressar por meio do Sistema de Seleção Unificada(SISU). O SISU é o principal meio de acesso aos cursos de graduação da UFRB.

O programa UPT disponibiliza aulas virtuais, dicas de estudos e outras ferramentas de preparação para os alunos do ensino médio ingressarem no ensino superior.

Em atendimento às recomendações dos órgãos de saúde para enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus, o funcionamento do UPT, no formato de curso presencial preparatório para o ingresso na universidade, não poderá ser realizado nos próximos meses.
Como alternativa, enquanto não se iniciam as atividades regulares presenciais do Universidade Para Todos, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia disponibiliza as atividades regulares na modalidade remota.

Acesso ao ensino superior

O Projeto Universidade para Todos (UPT) foi criado pelo Governo do Estado da Bahia e coordenado pela Secretaria da Educação (SEC-BA) e é executado por meio de uma parceria entre as universidades públicas baianas (UNEB, UEFS, UESB, UESC e UFRB). Trata-se de uma iniciativa voltada para fortalecer a política de acesso à Educação Superior, direcionada a estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipais e estadual.

Source: UFRB

UFRB libera acesso ao Campus Cruz das Almas para práticas desportivas e de lazer

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) liberou o acesso e a circulação de pessoas ao Campus Cruz das Almas para a prática de atividades individuais de esportes e de lazer, desde que as pessoas façam uso de máscaras e seguindo as medidas recomendadas de distanciamento social entre os praticantes.

A publicação da Portaria nº 011/2021, de 22 de Janeiro de 2021, libera as áreas livres da UFRB para práticas desportivas e de lazer, como caminhadas, corridas, esqueitismo, patinação, passeios e similares.

Os serviços de vigilância e portaria poderão restringir o acesso a qualquer tempo e sem prévia comunicação, quando detectada aglomeração ou aumento excessivo do número de pessoas ao mesmo tempo no campus.

Na mesma portaria, ficou definido que continuam proibidos a prática de atividades esportivas coletivas, tais como, futebol, voleibol, basquetebol e similares; e de atividades de lazer coletivo, tais como visitas e piqueniques.

Autorização

A realização de eventos culturais, tais como lives, apresentações, filmagens, ensaios fotográficos e similares, deverão ser solicitadas previamente à Pró-Reitoria de Administração, com apresentação das garantias sanitárias necessárias a realização do evento.

Confira na íntegra a Portaria Nº 011/2021.

Source: UFRB

UFRB lamenta falecimento da professora do CCAAB Kassia Watanabe

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento da professora Kassia Watanabe.

Kassia Watanabe era professora do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas e atuava nas áreas de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos amigos e familiares.

Source: UFRB

Bahia busca investidores para assumir fábrica da Ford

<div class="toolkit-image-container media_box full-dimensions677x369">

<div class="toolkit-image-container__edges edges">
<img class="toolkit-image-container__image croppable" src="https://img.r7.com/images/ford-camacari-11012021171651212?dimensions=677×369&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=677×369&amp;amp;crop=600×327+0+21&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=677×369&amp;amp;crop=600×327+0+21" title="Fábrica de Camaçari (BA) é responsável pela fabricação dos modelos Ecosport e Ka" alt="Fábrica de Camaçari (BA) é responsável pela fabricação dos modelos Ecosport e Ka" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="toolkit-image-container__info content_image" data-dimensions="677×369">
<span class="toolkit-image-container__caption legend_box ">Fábrica de Camaçari (BA) é responsável pela fabricação dos modelos Ecosport e Ka</span>
<span class="toolkit-image-container__credit credit_box ">Divulgação/Ford</span>
</div>
</div>

<p>
Horas após ser comunicado sobre o <a href="https://noticias.r7.com/economia/ford-anuncia-que-vai-encerrar-operacoes-no-brasil-11012021"><strong>encerramento das atividades da Ford no Brasil</strong></a>, o governo da Bahia disse que já busca possíveis investidores com interesse em assumir a fábrida da montadora na cidade de Camaçari (BA). A montadora emprega cerca de 10 mil funcionários no município baiano.</p>
<p>
<strong>Leia mais: <a href="https://noticias.r7.com/economia/5-mil-funcionarios-serao-afetados-no-brasil-e-argentina-diz-ford-11012021">Ford prevê que 5 mil funcionários serão afetados por reestruturação</a></strong></p>
<p>
Em nota, o governo afirma que o governador Rui Costa procurou a Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia) e a Embaixada da China. A ideia é avaliar possibilidades alternativas ao fechamento da montadora, classificada como "importante geradora de empregos e renda no Estado".</p>
<p>
A unidade de Camaçari é responsável pela fabricação dos modelos Ecosport e Ka, que <strong><a href="https://noticias.r7.com/prisma/autos-carros/com-fechamento-de-fabrica-ford-ka-e-ecosport-sairao-de-linha-no-pais-11012021">deixam de ser produzidos imediatamente no Brasil</a></strong>. Também encerarão suas atividades em território nacional até o fim de 2021 as unidades da empresa em Taubaté (SP) e Horizonte (CE).</p>

<div class="toolkit-card-primary mb-7" data-dp6-item=’vejaTambem’>
<div class="toolkit-card-primary__body">
<h6 class="toolkit-card-primary__title">
Veja também
</h6>
<ul class="toolkit-list d-flex">
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/prisma/r7-planalto/maia-diz-que-fechamento-da-ford-e-falta-de-credibilidade-do-governo-11012021" title="Maia diz que fechamento da Ford é ‘falta de credibilidade do governo’">
<img alt="Maia diz que fechamento da Ford é ‘falta de credibilidade do governo’" title="Maia diz que fechamento da Ford é ‘falta de credibilidade do governo’"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/camara-dos-deputados-rodrigo-maia-1500-15122020155824082?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">R7 Planalto</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">Maia diz que fechamento da Ford é ‘falta de credibilidade do governo'</h3>
</a>
</li>
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/economia/impacto-de-fechamento-das-fabricas-da-ford-sera-de-us-41-bi-11012021" title="Impacto de fechamento das fábricas da Ford será de US$ 4,1 bi">
<img alt="Impacto de fechamento das fábricas da Ford será de US$ 4,1 bi" title="Impacto de fechamento das fábricas da Ford será de US$ 4,1 bi"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/ford-30102019172232257?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">Economia</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">Impacto de fechamento das fábricas da Ford será de US$ 4,1 bi</h3>
</a>
</li>
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/economia/no-brasil-ha-100-anos-ford-foi-1-montadora-com-sede-nacional-11012021" title="No Brasil há 100 anos, Ford foi 1ª montadora com sede nacional">
<img alt="No Brasil há 100 anos, Ford foi 1ª montadora com sede nacional" title="No Brasil há 100 anos, Ford foi 1ª montadora com sede nacional"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/fabrica-ford-17062020172020482?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">Economia</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">No Brasil há 100 anos, Ford foi 1ª montadora com sede nacional</h3>
</a>
</li>
</ul>
</div>
</div>

<p>
<strong>Leia a íntegra da nota:</strong></p>
<p>
"O Governo do Estado lamenta o encerramento da produção nas plantas da Ford, em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), e da Troller, em Horizonte (CE). O governo destaca os impactos socioeconômicos consequentes do fechamento da empresa, importante geradora de empregos e renda no estado.</p>
<p>
Assim que foi informado, o governador Rui Costa entrou em contato com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) para discutir a formação de grupo de trabalho para avaliar possibilidades alternativas ao fechamento. O governo estadual também entrou em contato com a Embaixada Chinesa para sondar possíveis investidores com interesse em assumir o negócio na Bahia.</p>
<p>
A decisão da Ford foi informada ao governador Rui Costa durante reunião virtual com representantes da empresa nesta segunda-feira (11). Em nota distribuída à imprensa, a Ford afirma que “a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas”, são motivadores da decisão."</p>
Source: R7 Bahia
{$inline_imageX}

Diálogos sobre Gestão Cultural recebe resumos expandidos até dia 05 de fevereiro

Criado com o propósito de debater a gestão cultural a partir de múltiplas perspectivas e de uma forma crítica, o Ciclo de Debates Diálogos sobre Gestão Cultural promove pela primeira vez uma chamada de trabalhos. Até o dia 5 de fevereiro, os interessados podem submeter propostas de resumos expandidos que serão apresentados na 7ª edição do evento, a ser realizada entre os dias 1º e 3 de março por meio de transmissões ao vivo.

Visando contemplar as questões contemporâneas que têm afetado o campo da cultura, serão aceitos trabalhos que possuam vínculo com os seguintes eixos temáticos: Gestão cultural, identidades e territórios; Gestão de espaços culturais; Gestão cultural e liberdade de criação; Gestão cultural e insurgências contemporâneas e Gestão cultural no contexto da pandemia.

A chamada não se restringe a pesquisas acadêmicas. A inscrição é gratuita e os resumos devem conter de 1.000 a 1.500 palavras. É necessário preencher um formulário e utilizar um template para realizar a submissão. Ambos estão disponíveis no link: bit.ly/ChamadadeResumos. Para que o trabalho completo seja publicado nos anais do evento, o texto deve ser enviado para o email dialogosobregestaocultural@gmail.com até o dia 15 de abril. Mais detalhes sobre a submissão podem ser acessados no site coletivogestaocultural.com.

Nesta edição, o Diálogos amplia seu alcance e reúne profissionais de várias cidades brasileiras para partilhar experiências e pesquisas sobre temas como espaços culturais acessíveis, gestão contracolonial da cultura e das artes, intersecções possíveis na gestão cultural e redes de mulheres gestoras.

O evento é uma realização do Coletivo Gestão Cultural, que reúne docentes e discentes do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e da Faculdade de Comunicação (FACOM) e do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A sétima edição será realizada com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Source: UFRB

UFRB manifesta profundo pesar pelo falecimento de Baga de Bagaceira

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento prematuro de Baga de Bagaceira Souza Campos, ocorrido na madrugada de 10 de julho.

Baga de Bagaceira, pesquisadora, drag performer, militante na luta pelos direitos LGBTQIA+ na Bahia, era jornalista pelo curso de Comunicação Social e mestre em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação – Mídia e Formatos Narrativos, ambos desta Universidade. Foi membro do Comitê de Políticas Afirmativas e Acesso a Reserva de Cotas (COPARC) entre os anos de 2017 e 2019, tendo atuado em várias bancas de heteroidentificação, bem como participou ativamente dos debates sobre políticas afirmativas em nossa Instituição. Atualmente, cursava doutorado no Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da UFBA.

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos(às) amigos(as) e familiares.

Source: UFRB

UFRB discute rede de cooperação acadêmica entre instituições superiores da Bahia

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) participou, no último dia 07 de julho de 2020, de uma reunião envolvendo os(a) dirigentes das instituições públicas de ensino superior com sede na Bahia, realizada com o objetivo de iniciar uma rede de cooperação envolvendo as universidades federais (UFBA, UFRB, UFSB e UFOB), estaduais (UNEB, UEFS, UESB e UESC) e os institutos federais (IFBA e IFBaiano).

Na reunião, realizada por videoconferência, foi apresentada a situação de cada universidade e cada instituto no contexto da pandemia da Covid-19 e discutida a possibilidade de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica. Um dos resultados da reunião foi a produção do “Manifesto da Educação Superior Pública de qualidade no estado da Bahia”, que reafirma princípios e compromissos norteadores da cooperação a ser construída e dá ciência, à sociedade baiana, do propósito de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica.

Novas reuniões serão realizadas para dar prosseguimento à iniciativa.

Confira:

Manifesto da Educação Superior Pública de qualidade no estado da Bahia

A pandemia desafia a sociedade brasileira. A segurança de nosso povo se vê ameaçada, bem como nossas instituições. Por um lado, a crise sanitária evidencia nossa extrema desigualdade e, por exemplo, nos faz lamentar investimentos que não foram feitos ao longo dos anos, visando ao bem comum. Por outro lado, ela nos solicita soluções e compromissos e, avivando nossa missão, nos convida à afirmação decidida de nossos valores mais elevados, dedicados que estamos à vida, à ciência e à cultura. Às ameaças autoritárias, temos reagido com espírito democrático, assim como reagimos ao obscurantismo com ciência, cultura e arte.

As universidades e institutos da educação pública superior no Estado da Bahia compreendem bem o atual desafio. Desde o primeiro momento da pandemia, nosso gesto foi o de procurar soluções solidárias – que, de resto, podem ser bem mais eficazes. Cada uma de nossas instituições, ademais, com suas características próprias, com seu modo singular de organizar sua competência própria e realizar ensino, pesquisa e extensão, tem reagido à crise com conhecimento e solidariedade. O desafio, porém, é extraordinário. Assim, para além de nossa diversidade, que é decerto nossa riqueza, compreendemos ser nosso dever procurar fortalecer ainda mais nossa unidade na ação.

Reunidos, então, no dia 07 de julho de 2020, os dirigentes das instituições públicas de ensino superior com sede na Bahia discutiram a situação diversa de cada universidade e cada instituto, apresentaram as decisões das respectivas comunidades, mas também reafirmaram princípios e compromissos. Nesse sentido, damos agora ciência à sociedade baiana de nosso propósito de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica.

Com efeito, no enfrentamento da crise, respeitando a autonomia de cada instituição, constituiremos protocolos formais e informais de cooperação que, sobretudo, favoreçam o acolhimento e a proteção de nossa comunidade de estudantes, docentes, técnicos e terceirizados. Avançamos, pois, no sentido de compartilhar recursos de capacitação, conteúdos acadêmicos e mesmo espaços físicos, sempre respeitando, de maneira estrita, as mais consistentes orientações sanitárias. Nosso histórico de parceria é bastante consistente, mas cabe ampliar, por exemplo, protocolos de mobilidade acadêmica entre as instituições, além de coordenarmos nossa mobilização política e institucional para garantir, junto às diversas instâncias da sociedade, o investimento necessário à elevada tarefa da educação superior.

Medidas concretas serão detalhadas e divulgadas oportunamente, mas alguns princípios nos unem, sendo inegociáveis. Em primeiro lugar, a defesa da vida, que não se precifica nem pode se tornar objeto de mero cálculo. Em segundo lugar, a exigência de acesso equânime às condições de formação acadêmica, presencial ou não presencial. E, enfim, nossa obrigação de garantir e preservar, em qualquer ambiente e por todas as formas, a qualidade de nosso ensino, pesquisa e extensão. A educação é, afinal, um projeto de longa duração. É a maior aposta de uma sociedade democrática em seu futuro, devendo ser nosso melhor legado às gerações vindouras. E, por maior que seja o desafio, os que têm a educação pública e a democracia no coração não deixarão de vencer.

Faça o download do Manifesto.

Source: UFRB

Editora da UFRB disponibiliza três novos livros eletrônicos para download gratuito

A Editora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (EDUFRB) anuncia o lançamento de três obras inéditas. As novas publicações no formato e-book estão disponíveis para leitura online e download gratuito na página da EDUFRB ufrb.edu.br/editora.

Os títulos são “Língua inglesa em foco: experiências de aprendizagem e ensino”; organizado pelo professor Flávius Almeida dos Anjos; Práticas pedagógicas inovadoras no ensino superior: a experiência do CETENS/UFRB”; organizado pelos professores: Susana Couto Pimentel, Nelma de Cássia Silva Sandes Galvão e Odair Vieira dos Santos, e “Entre a praça e a internet: outros imaginários políticos possíveis na Praia da Estação”, de autoria de Milene Migliano.

A obra “Língua inglesa em foco: experiências de aprendizagem e ensino” apresenta narrativas confessionais, de professores de língua inglesa. Já o livro “Práticas pedagógicas inovadoras no ensino superior: a experiência do CETENS/UFRB”, reúne experiências pedagógicas consideradas inovadoras desenvolvidas por docentes do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS), buscando fomentar reflexões sobre pedagogia universitária e incentivar novos saberes e fazeres na Educação Superior. Por fim, a obra “Entre a praça e a internet: outros imaginários políticos possíveis na Praia da Estação” busca compreender como e se haveria superação da contenção dos imaginários políticos na cidade, a partir dos usos e apropriações das novas tecnologias de informação e comunicação (ntic’s) associadas à internet e às redes de sociabilidades urbanas.

Mais informações: ufrb.edu.br/editora.

ebooks 3

Source: UFRB

UFRB lamenta falecimento da funcionária terceirizada Angélica Boaventura

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento da funcionária terceirizada Angélica da Conceição Vieira Boaventura, ocorrido nesta quinta-feira, 09 de julho. Dona Angélica, como era chamada, fazia parte da equipe de limpeza do Prédio de Solos, Campus Cruz das Almas. 

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos amigos e familiares.

Source: UFRB